spoc – pato fu

16 08 2009

Não basta ser sincero
ter caráter, ser honesto
Gotta work, like Kirk e o Vulcano
Oh meu Deus, quanta luta, quanta luta
quanto treino
Insistindo e brigando
quanta força, e doendo
Oh meu Deus, oh meu Deus, oh meu Deus…
Ah, não seria mal, oh meu Deus
se eu fosse, é errado, eu sei
sustentado pelo mundo
A Etiópia é assim
Subaquistão é assim…

Il ne suffit pas d´être sincère
honête et avoir du caractère
Gotta work, like Kirk et il Vulcan
Ah mon dieu, que de lutte, que de lutte
d’entrainements, insistant, se battant
que de force, malfaisante
Ah mon dieu, ah mon dieu, ah mon dieu
Ah! Ça ne serait pas mal, ah mon dieu
Si j’étais, c’est faux, je sais
entretenue par le monde
L’Ethiopie c’est ainsi
Le Subaquistan c’est ainsi…

Spoc, Spoc, Spoc, Spoc
é que eu nasci pro trabalho
Spoc, Spoc, Spoc, Spoc
me arruma um trabalho
menos estranho…

Anúncios




é isso ae mesmo…

30 06 2009

vida em agência!

devia se chamar vida em produtora!

via!





susan boyle brasileiro (a se descobrir)

19 06 2009

hoje vendo o blog do andré moraes, descobri Marcos Drummer. é animal o que esse cara fez. não só ter aprendido a tocar bateria sozinho, como também fazer uma bateria de madeira, plastico e chinelos velhos e sair um som demais, fazer uma campanha na internet e realizar o sonho de ganhar uma bateria.

vale a pena assistir: